Bom Dia! São Paulo, 21 de Abril de 2018
Editorial Veja +
11 anos da lei Maria da Penha
11 anos da Lei Maria da PenhaNeste mês de agosto a Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340), completa 11 anos de existência. Isso é um marco na história dos direitos em defesa da mulher no Brasil. Mesmo assim, os casos de violência doméstica têm aumentado...

Ler Mais
Eunice Cabral
Presidente da Conaccovest-BR
 
Boletins Veja + Revistas Veja +
Versão Português / Portuguese Version  
Fevereiro/2016
Versão Português / Portuguese Version  
Dezembro/2014
Vídeos Veja +
LER/DORT - notificação compulsória pelo SUS
Enquete  
 
Trabalho inédito voltado para o setor têxtil, vestuário, couro e calçados é discutido em reunião no CTN
15/08/2017

 

Trabalho inédito voltado para o setor têxtil, vestuário, couro e calçados é discutido em reunião no CTN

Reunião ocorreu no gabinete da Presidência da Fundacentro


Nesta manhã de quinta-feira, 10 de agosto, a presidente em exercício da Fundacentro, Leonice da Paz; juntamente com o ergonomista e design Ricardo Costa Serrano e o chefe do Serviço de Recursos Instrucionais (SRI), Clodoaldo Caetité Novaes, receberam, a secretária Nacional de Saúde, Segurança e Meio Ambiente do Trabalho da Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias do Setor Têxtil, Vestuário, Couro e Calçados (Conaccovest), Milene Rodrigues.

A visita de Milene Rodrigues à instituição foi para discutir a continuidade dos trabalhos desenvolvidos na parceria CONACCOVEST com a Fundacentro, que vem sendo realizados desde 2002. Com destaque nos ambientes de trabalho das costureiras das indústrias acima citadas.

Atualmente a equipe (CONACCOVEST & FUNDACENTRO) esta desenvolvendo novos protótipos de tampos de máquinas que costuram peças grandes como edredom, lençol e cobre leito a pedido do  SINTRACOBI - Sindicato Trab. Ind. Conf. Bordados de Ibitinga e Região, da auditoria fiscal do Ministério do Trabalho e Emprego de Santa Catarina e da CONACCOVEST, com o apoio da FETINCCCOVEST.

A preocupação tanto do Conaccovest quanto da Fundacentro é de implantar estudo ergonômico inédito que ofereça a implantação de um mobiliário compatível com o volume, peso e tipos de tecidos. “As peças são grandes, volumosas e pesadas, nesse sentido é fundamental que esses ambientes tenham um mobiliário adequado para o desenvolvimento das atividades das costureiras”, salienta Serrano e Rodrigues.

Completam que o esforço físico compromete os membros superiores das profissionais, que se queixam de dores nos mesmos, apresentam lombalgias, ou seja, distúrbios músculos-esqueléticos.; além disso, a postura inadequada a qual ficam ao executar a tarefa desenvolvem cifose, ou seja, um aumento anormal da curva lombar. Essa anormalidade na coluna faz com que as costureiras sintam frequentemente dores nas costas.

Durante a reunião, a presidente da instituição, Leonice da Paz, ressaltou que a causa é nobre e a Fundacentro com a sua expertise continuará com os estudos. “É imprescindível que a instituição continue e aprimore os estudos em benefício de um ambiente saudável para as trabalhadoras e trabalhadores das indústrias dos setores têxtil, vestuário, couro e calçados”, frisa.

Vale ressaltar que em 2016, de acordo com dados oficiais da Previdência Social, as dores lombares englobaram o maior motivo de ausências no trabalho e atestados a cada cinco minutos. Sendo que no primeiro trimestre do mesmo ano, foram registrados 24 mil afastamentos. Já, os planos de saúde indicam um número de 52% relacionados a problemas de dores nas costas.

Ricardo Serrano que está envolvido com o projeto desde o início, já desenvolveu protótipos de cadeiras ergonômicas e inovações como tampo, pedal, mesas auxiliares e iluminação de LED para máquinas de costura, os quais foram implantados em alguns setores destas indústrias, beneficiando diretamente mais de 700 mil trabalhadores . Inclusive, o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) concedeu quatro patentes de design industrial, como tampo da mesa de costura, mesa auxiliar, pedal móvel e iluminação em LED.

O chefe do SRI, Clodoaldo Caetité, de acordo com Ricardo Serrano, ficará responsável pelas imagens e filmagens que serão produzidas durante as atividades da equipe.

A secretária nacional da Conaccovest destacou que é importante que a Fundacentro consiga agendar uma reunião com o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira para apresentação do trabalho desenvolvido.

Fotos: SRI/Alex Pires


   

Fonte: Por ACS/Débora Maria Santos em 10/08/2017

Compartilhe:
Compartilhe no Facebook
Imprimir
Voltar
 
 
Visitantes
Nº de Visitantes
Sede Conaccovest - Brasília
SHS, Quadra 02, Bloco J –Loja 01 – Edifício Bonaparte Brasília – DF
Cep: 70322-901 Tel: 0xx 61 - 3225.0950

Desenvolvido por
Ábaco Informática - (11) 3333-3234